26 de setembro de 2011

Maquiadora por profissão : Entrevista com Camila Ruppenthal


A arte de pintar o rosto
Apaixonada pela profissão, Camila Ruppenthal se situa entre maquiadora e artista .


Enquanto tem gente que não vê a hora de sair do escritório e voltar para casa, o hobby da Camila Ruppenthal é também seu trabalho. Nascida em Três Coroas, uma pequena cidade do interior gaúcho, na adolescência Camila já começava a trabalhar com maquiagem. Foi em Curitiba que ela se formou e hoje, aos 22, é especialista em Maquiagem para Foto e Vídeo. Com uma agenda cheia, Camila se sustenta fazendo o que ama. Em entrevista ao Comunicação, a maquiadora defende que pintar o rosto também é uma forma de expressão artística. 

Jornal Comunicação: Como você define a maquiagem para a sua vida? Camila Ruppenthal: A maquiagem é a minha vida. É tudo, simplesmente tudo. Comunicação: Qual a diferença entre o rosto estar limpo e maquiado? O que a maquiagem proporciona? 

Camila: A maquiagem é como ter uma tela em branco, só que já tem seu pigment, como nos conta Hallawell. Ela enfeita, embeleza, envaidece e o principal: estimula muito a autoestima. Uma maquiagem bem feita pode modificar uma vida e um coração entristecido. Acredito que não existam pessoas feias nem bonitas, apenas gostos diferentes. O rosto limpo está em sua forma nua e crua. Com a maquiagem, tento simplesmente expressar o que há de mais belo. 

JC: A maquiagem é uma arte? 

Camila: Sem dúvidas é uma forma de arte cheia de expressões, belezas e encantos. Uma arte que envolve e fascina a todos, principalmente as mulheres.



JC: Que tipo de maquiagem mais gosta de fazer? 
Camila: A maquiagem que mais me fascina é aquela em que eu mesma posso criar e expressar o que sinto, assim como numa pintura em tela. A maquiagem artística sem dúvida é a maior expressão de arte de um maquiador e é nela que posso mostrar o que realmente penso e sinto. Gosto também de maquiagem em efeitos especiais para televisão e cinema, com cortes, queimaduras, machucados. Apesar de não embelezar, me fascina pela técnina utilizada. 

JC: Como você descobriu a profissão?
Camila: Acho que foi ela quem me descobriu (risos). Aos 14 anos, meus pais tinham uma empresa de eventos e comecei a maquiar personagens de animação de festas em casa mesmo. Eu simplesmente amava fazer isso, mas no fundo não acreditava que iria se tornar uma profissão. Aos 17 anos me mudei para Curitiba, cancelei o curso de Pedagogia para acreditar no que realmente amava, me formei em Estética e Imagem Pessoal e daí por diante não parei mais de fazer o que gosto. 

JC: Existe uma certa rotina de trabalho? Como é o seu dia-a-dia? 
Camila: Existe sim, normalmente durante a semana trabalho com mais frequência na parte da tarde, mas no finais de semana o trabalho aumenta muito, não tenho horário nem para almoçar, principalmente aos domingos.



JC: Qual é a parte do seu trabalho que mais te entusiasma? 
Camila: O que mais me entusiasma é o trabalho publicitário, normalmente ganho um brieffing onde estudo o que o cliente deseja. Normalmente eles deixam em minhas mãos para decidir o trabalho de maquiagem e produção. Ver o resultado final aprovado pelo cliente, não tem preço. 

JC: Existe algum empecilho?
Camila: Não chamaria de empecilho, mas acredito que no meu caso o que às vezes é ruim é o trabalho de freelancer. Não tenho carteira assinada e nenhum benefício com isso, sendo que eu preciso achar a melhor forma de organizar meus rendimentos mensais. 

JC: E a Camila se maquia?
Camila: Sim, mas me considero um pouco básica em relação à maquiagem. Durante o dia uma base com filtro solar, lápis de olho e rímel. Para festas e eventos sociais, costumo dar uma carregadina na make, mas por incrível que pareça prefiro as maquiagens que faço em minhas clientes do que em mim mesma (risos). 

JC: Qual você considera sua maior conquista dentro da profissão? 
Camila: A maior conquista é o reconhecimento, sem dúvida. Conseguir trabalhar sozinha, viver somente do que amo e ter sempre o sorriso do cliente satisfeito pelo meu trabalho é sem dúvida a maior conquista da minha vida.

JC:  Você ainda tem algum sonho dentro da profissão?
Camila: Tenho um… maquiar em um filme de terror (risos). 

JC: Qual é o espaço da maquiagem no Brasil? 
Camila: A maquiagem vem ocupando espaço cada vez maior no nosso país. Acredito que hoje toda mulher tem rímel, batom ou qualquer utensílio de maquiagem na gavetinha do banheiro. O Brasil vem crescendo disparadamente no mundo da beleza e estética, não são apenas as mulheres as grandes consumidoras, mas também a parte masculina, que aumenta o consumo de produtos de beleza e principalmente maquiagem todos os anos. Hoje é muito fácil aprender ou simplesmente se dar ao luxo de ser maquiado por um profissional. Antigamente este luxo era somente das artistas de TV e cinema. Nos anos 20 e 30 chegavam a utilizar graxa de sapato como rímel para os olhos por não terem abastecimento direto dos produtos de beleza. 

JC: Você é a favor da formação profissional
Camila: Sim. É de extrema importância, não somente na maquiagem, mas em qualquer outra profissão.


Quer saber mais da Camila???
Ou siga @CamiRuppenthal





Já está participando do nosso segundo sorteio???
Nãoooooooooooooooooooooo???? Como assim fia... corre que ainda da tempo de levar pra casa essa linda T-SHIRT da Claudinha Leitte. PARTICIPE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM