30 de dezembro de 2011

#DicaParaBlogs: As lições de Steve Jobs para a blogosfera



Minha recente leitura foi o livro "A Cabeça de Steve Jobs" do autor Leander Kahney. Na realidade eu já tinha comprado este livro desde outubro, mas com a correria do trabalho e da faculdade acabei adiando a leitura e só agora, nas férias, consegui "devora-lo".

Steve Jobs, que faleceu recentemente em decorrência de um câncer, foi um grande visionário, um criador, mas sobretudo um grande administrador, especialmente de pessoas, que registrou na história o seu nome, e a marca dos produtos que ajudou a desenvolver. Fazendo da Apple, a maior e mais importante empresa de tecnologia, trazendo inovações e revolucionando a relação homem x máquina. 

Apesar de apaixonada por tudo que envolve tecnologia comunicacional, infelizmente, ainda não tive a oportunidade de ter um produto Apple (que é muito, muito caro). Talvez, por isso, não tenha sentido a gigantesca comoção que muitos tiveram com a morte de Jobs. Claro, senti, por, até então, conhecer superficialmente sua história e os seus pensamentos.

Através da obra de Leander Kahney, no entanto, conheci um pouco mais da história da Apple e de alguns dos principais pensamentos do grande Jobs. Sem dúvida uma ótima leitura e mais que isso, uma bela lição de vida. Que agora adapto para nossa blogosfera.

Vamos vê em que Jobs poderia nos ajudar com nossos blogs?



Trabalhe, arregace as mangas e comece a trabalhar imediatamente.
Criar um blog ou uma empresa é relativamente fácil. Mas criar uma marca, uma empresa líder no mercado e um blog de sucesso são méritos de quem não mede esforços para fazer o melhor.

Busque informações; não faça suposições.
As bases de dados e as incansáveis inspeções na Apple eram fundamentais para que Jobs tomasse suas decisões. Num blog, isso não deve ser diferente. Antes de publicar algo certifique-se da veracidade das informações. Embora muitos blogs sejam feitos por hobby, as informações publicadas neles muitas vezes são utilizadas como conteúdo de pesquisas. Além disso, o respeito e a credibilidade dos seus leitores só serão conquistados com um trabalho compromissado com a verdade.

Busque ajuda. Não coloque toda a carga sobre as próprias costas.
Se você deseja ter um blog que fale sobre vários temas, mas não tem conhecimento ou tempo suficiente para pesquisar sobre tais e manter seu blog sempre atualizado, não hesite em buscar colaboradores. Eles poderão dividir o blog com você ou ainda escreverem esporadicamente em colunas ou sessões específicas.

Mantenha o foco: não dê margem ao excesso de funções.
Trazendo essa “lição” de Jobs para a blogosfera, podemos destacar o foco nas publicações do blog. Se sua página fala sobre moda, faça uma profunda reflexão antes de querer postar algo sobre decoração, por exemplo. Seus leitores podem estranhar essa sua “fugidinha” ao tema principal ou pior, deixar de acompanhar seu blog, caso isso se torne recorrente. Para não correr este risco, caso ache interessante explorar vários temas, crie um blog abrangente, mas nada de exageros. Talvez alguém que se interesse por maquiagem, não seja a mesma pessoa que se interessa por cardiologia animal. O melhor é definir um segmento e escrever para este público.

Troque ideias.
Apesar de consagrado e endeusado um gênio, Jobs nunca trabalhou sozinho e a grande maioria de suas inovações não foram criações pessoais, mas sim elaboradas por outros profissionais tão competentes quanto. Blogar é compartilhar, é comunicar. O blogueiro que se mantêm isolado no seu mundinho além de soar arrogante, priva-se de conhecer outras pessoas e adquirir novos olhares, inspirações e conhecimentos. Comente, interaja, troque idéias.

Não dê ouvidos aos que só dizem “sim”. As discussões e debates promovem o pensamento criativo.
Quase ninguém gosta de receber críticas, mas aqueles que conseguem perceber a importância delas são beneficiados com a possibilidade de evoluir. Jobs sempre quis ao seu lado parceiros que desafiassem suas ideias.

Não perca o consumidor de vista. Pergunte aos clientes.
Um processo de comunicação só acontece quando se tem um emissor, uma mensagem, um canal e um receptor. Na blogosfera o emissor é você (blogueiro), a mensagem são suas ideias e publicações, o canal o blog e o receptor? O leitor. Ninguém escreve algo pra si próprio, todos querem ser lidos, ou do contrario não existe razão para escrever. Valorize seus leitores, realize enquetes, dialogue e ouça o que eles têm pra falar sobre o seu blog. Afinal é pra eles que você escreve.

Não tenha medo do processo de tentativa e erro. Acredite no seu processo.
Muitos blogs são frequentemente abandonados antes mesmo de completarem um ano de publicação. Não desanime nos primeiros degraus. A subida pode ser trabalhosa e exaustiva, mas somente alcança o topo quem persiste e acredita que é capaz. Seja na blogosfera, ou na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM