20 de dezembro de 2011

Comportamento: Ciúme, ciúme de você!




Você vê o namorado, noivo ou marido conversando com alguma mulher bonita, ou falando bem dela pra você, então de repente sente o coração disparar, uma falta de ar, um sentimento de raiva e desgosto ao mesmo tempo... É, amiga, o nome disso é ciúme!
Coisa chata é se sentir assim, né? Meio diminuída diante de outra pessoa. Dá uma revolta! Mas sabe o que eu acho? Ninguém deveria dar lugar a esse tipo de sentimento numa relação, sabia? E vou justificar minha opinião:

- É muito chato ter alguém do seu lado desconfiando de cada passo que você dá. A criatura quando é perseguida numa relação só tem vontade de se libertar de um ser assim.
- Quando o rapaz sente que sua companheira confia sinceramente nele, é mais difícil ceder à tentação e pular a cerca, pois sabe que se fizer isso irá machucá-la. Já do contrário, o primeiro pensamento que vem é: “Já que ela não confia em mim, agora vai ter uma razão para não confiar mesmo”.
- Se não dá pra confiar no seu amado, é melhor cair fora desse relacionamento, afinal, ninguém merece ficar correndo atrás de alguém que não o respeita, não é mesmo? Agora, se você casou, e casou sabendo, não adianta reclamar. O jeito é aprender a reverter o quadro sem precisar armar barraco na rua. Infidelidade tem cura. Acredite.

Por essas razões, eu defendo a paz e confiança absoluta entre os casais. É claro que há momentos que inevitavelmente sentimos aquele ciuminho natural de quem ama, mas aí já é um sentimento saudável, pois tem o sentido de zelo e não de domínio! Ruim é quando a gente se sente sufocada e presa a um sentimento desagradável de desconfiança eterna.

Mas e você, amiga, será que seu relacionamento tem sido assim, cheio de ciúmes e brigas? Se for, ta na hora de darem uma trégua, hein! Chega de ciúmes, menina!

Beijos

Leia Também: Agora sim, casada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM