6 de dezembro de 2011

Nada contra a moda, tudo contra a prepotência!


Ontem dediquei alguns minutos do meu dia à navegar pela blogosfera. Adoro esse exercício, gosto de conhecer novos olhares, adquirir inspirações, novos gadget - a maioria das coisas que aprendi, foram através de outros blogs- e compartilhar, que é uma das coisas mais legais que surgiu com os blogs: a possibilidade de interação. 

Sempre  que visito uma nova página, faço questão de salvar o link, os contatos do blogueiro (isso quando tem contato né?) e comentar, quaisquer que seja o blog, nem que seja pra dizer: "passei por aqui", se o conteúdo não for lá grandes coisas. Mas, ainda assim comento. Sei o que é ter a sensação de estar "falando" sozinha e sei também que o comentário - erroneamente - tornou-se uma das - tantas - moedas de trocas da blogosfera. O que pra mim é uma grande ilusão. Comento não esperando que alguém me retorne a visita (aliás, elas raramente são retribuídas), mas por que acredito que isso sim seja BLOGAR. Ora, se não é pra interagir, então o que fazemos aqui?

Nessas muitas "andanças" acho já vi de um tudo, mas algo especialmente nos blogs de moda me chamam atenção. Sejamos justos, nem todos. Mas uma considerável parcela se acha - de fato - um nobre integrante da ditadura da moda. Como se ele estivesse falando do alto de um pedestal para reles mortais, pouco favorecidos com o dom do style. Ava! Faça-me o favor.

Tenho uma opinião muito íntima sobre a moda, e absolutamente nada contra os fashionistas (sejam eles profissionais ou autodidatas). Acho muito legal quando encontro um blog que consegue aliar moda com conteúdo, e o transmite de forma sútil, despretensiosa. Que nos desperta a vontade de saber mais, nos inspira a ir às compras e fazer um auto "esquadrão da moda".

Não acho - sinceramente - que moda seja sinônimo de nariz empinado. Aliás, acho prepotência super cafona. Um monte de reles mortais - como eu e você - que acham que por causa de um pedaço de pano, com uma etiqueta que lhe custou os olhos da cara - pagos em 15 prestações -, são melhores do que alguém.  Sorry dear, but it is not!

Uma sugestão? Na hora de desprender seu tempo visitando blogs, filtre o que vale e o que não vale à pena, detecte quem escreve por ego e não se dá o trabalho, se quer, de saber o que é blogar, interagir. Tem gente que busca, mas não merece audiência.

 E quanto a moda, inspire-se nas tendências, mas crie seu próprio estilo, nada de neurose. 

Dica de blog de moda super fofo, SIMPÁTICO e de conteúdo: Agda Aquino, e seu Moda com Conteúdo. Até agora só tive gratas surpresas lendo (e interagindo) com a Agda, acho que você também vai gostar.



3 comentários:

  1. Adorei muito o post . Amei o blog . Que você tenha muito sucesso, viu?
    Agora venho trazer uma dica para você blogueira : a @TodaProva está abrindo vagas para as blogueiras ficarem antenadas sobre os produtos antes de comprar http://belezaatodaprova.com.br/qh1in

    Vale a pena, se cadastrar :D

    http://pensamentosdasgirls.blogspot.com/
    Beijos @maysa_lobo

    ResponderExcluir
  2. Juhh vc falou o que muita menina precisa ler viu!! Tenho notando muito go inflado aqui em Jampa e muita gente achando que blog é profissão e status.

    Enfim, as vzs me decepciono.

    Bjss

    www.byfabyfalcao.com

    ResponderExcluir
  3. Oiii florzinha!

    Retribuindo a visitinha e olha adorei o texto, concordo em número, grau e gênero!hehe

    Espero que volte mais vezes..
    Beijoss!
    www.natyfigueiredo.com

    ResponderExcluir

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM