13 de dezembro de 2011

O perigo por trás das maquiagens




A preocupação com a boa aparência vai muito além dos momentos de badalação, quando a festa acaba é hora de cuidar - BEM - da pele pra que ela continue linda,  antes, durante e depois daquela make maravilhosa. Confira cinco preciosas dicas do Cosmetólogo e professor Maurício Pupo.





Desde os tempos da poderosa rainha Cleópatra, as maquiagens são fundamentais no arsenal de beleza de toda mulher. E, quando falamos em maquiagem, a gama de produtos disponível no mercado é imensa disponível, vão desde os moderníssimos BB Creams, até rímeis, batons, pós-compactos, duo cakes, bases líquidas, blushes, esmaltes e muitos outros.

Esses produtos disfarçam imperfeições, realçam a forma e o contorno do rosto, dos lábios e dos olhos, iluminam a pele, reduzem o brilho excessivo e, por isso, estão presentes na bolsa de quase todas as mulheres.
As maquiagens mais modernas ainda reúnem qualidades e funções específicas como clarear a pele, hidratar, aumentar o volume dos lábios, reduzir bolsas e olheiras, tencionar e realizar um verdadeiro efeito lifting, combater rugas e ainda proteger contra a radiação solar. O que muita gente não sabe, porém, é que as maquiagens também oferecem riscos para a pele e para a saúde da mulher.

Sem dúvida, os problemas aparecem quando elas são usadas de maneira errada, quando não são de boa qualidade ou são de fabricação duvidosa. As reações vão desde alergias com vermelhidão e descamação da pele, até queimaduras e risco de doenças mais graves como câncer. Por esta razão, preparei um guia com os principais cuidados que você precisa ter na hora de comprar e de usar suas maquiagens. Acompanhe:

1- Só compre maquiagens tendo registro na Anvisa, que pode ser verificado na embalagem. Todo produto cosmético, especialmente aqueles que prometem proteger contra o sol, dar firmeza, clarear a pele e proporcionar volume para os lábios, precisam passar pelo crivo da Anvisa e devem ter o número de registro no Ministério da Saúde (MS) identificado na rotulagem, caso não sejam dispensados de registro de acordo com a legislação, em alguns casos. 

2- Procure maquiagens de marcas boas e reconhecidas. Maquiagens duvidosas podem ser feitas com pigmentos de qualidade inferior e contaminados com metais pesados que façam mal à saúde, além de conservantes que podem causar alergia. Maquiagens contaminadas por metais pesados podem ter presença de chumbo que, quando presente acima dos níveis permitidos, pode levar a doenças sérias como o câncer e problemas neurológicos. Já os conservantes são líderes em causar alergias, por isso, prefira as maquiagens sem parabenos ou ainda aquelas formuladas sem conservantes. [Nessas horas me preocupo com as milhares de paletas de 120, 180... 300 cores, made in china, que a gente tanto ama e não vive sem. Já reparam que além de serem produtos importantes- ou seja, não passam pela Anvisa- algumas delas não tem se quer nenhuma informação em suas embalagens. Tenho várias que vieram apenas numa caxinha preta. #ComoFaz?]


3- Nunca durma com maquiagens sobre a pele. Embora você possa estar cansada e com preguiça de higienizar a pele depois de uma noite de baladas, dormir com maquiagem é um verdadeiro crime contra sua pele. As maquiagens contêm, em sua maioria, óleo mineral, obtido do petróleo, que bloqueia todos os poros da pele e não a deixam respirar. O resultado é uma pele mais cansada e envelhecida, além da grande chance de surgirem espinhas e aumento da oleosidade. [Isso é SUPER sério! Tenho alguns cravinho e espinhas que - dolorosamente - comprovam essa informação. Vou me "orientar" juro! :x]

4- Não confunda maquiagem com protetor solar. Muitas pessoas pensam que só por que as maquiagens formam um filme sobre a pele, elas podem protegê-la contra o sol. Mas isso nem sempre é verdade, a não ser que o fabricante tenha declarado o FPS (proteção contra os raios UVB) e o PPD (proteção contra os raios UVA) na rotulagem. Além disso, mesmo as maquiagens com filtro solar, não substituem o tradicional fotoprotetor em caso de exposição intensa, mas ajudam apenas a proteger contra a radiação diária. Então, antes de se expor ao sol, o recomendado é higienizar a pele para remover toda a maquiagem e aplicar adequadamente o seu fotoprotetor tradicional, seguindo estritamente as orientações do rótulo do produto. [Preciso URGENTE de um filtro solar diário que não deixe meu rosto mais oleoso do que ele já é... já me indicaram os produtos da ROC. Vocês conhecem? É fácil encontrar? (ainda não vi por aqui)]

5- Prefira as maquiagens adequadas e indicadas para seu tipo de pele. Hoje já temos no mercado as maquiagens minerais, mais indicadas para peles mais sensíveis e oleosas por serem compostas de argilas coloridas no lugar de pigmentos à base de ferro. Os BB Creams, por exemplo, são maquiagens com filtro solar e hidratante e, ainda, já existem maquiagens antimanchas e antirrugas. São as chamadas maquiagens funcionais, muito mais sofisticadas e nem sempre mais caras que as tradicionais, que agregam propriedades específicas e exatas para seu tipo de pele. 
[Também super endosso, já fiz péssimas compras até aprender. ]



Professor Maurício Pupo - cosmetólogo, presidente do IPUPO Pós-Graduações e coordenador científico da Pós-Graduação e MBA em Cosmetologia do IPUPO. Editor Chefe da CI Cosmetic Ingredients Magazine. Mais sobre o autor em: http://www.ipupo.com.br


Fonte: VilaMulher [ Adaptado ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM