24 de abril de 2014

Sem grana pra começar uma vida saudável?



A vida, eu sei, não tem sido fácil pra ninguém. A inflação e os gastos com alimentação, transporte e etc, etc, etc tem cada vez mais levado o nosso suado dinherinho das nossas mãos. Por isso, incluir uma despesa a mais no orçamento mensal nem sempre é uma tarefa simples. Ok, pode não ser simples mas não é impossível.

O primeiro passo é básico: analise as suas despesas fixas e separe o que é essencial, do que pode ser substituído ou reduzido. Muitas pessoas acabam adiando uma vida mais saudável por se dizerem "sem condições financeiras, no momento". Sei que não devo, mas vou generalizar e arriscar um palpite: de cem pessoas que usam essa desculpa, noventa e nove delas nem ao menos tentaram.


Vou lhes contar uma estorinha...

No início deste ano, quando decidi que iria voltar para academia. Separei o valor da matricula mas tive que encarar um outro probleminha: o tênis. Como fazia alguns meses que eu não usava os tênis que tinha em casa, não sabia o estado em que eles se encontravam e pra "melhorar" #SQN, com as festas de final de ano recém passadas eu não poderia sonhar em comprar um tênis novo, não naquele momento. O que eu fiz:

A) Esperei até ter uma graninha extra?
B) Fui fazer mais dívidas, dane-se o cartão de crédito.
C) Encarei os tênis velhos.

Bingo!!! pra quem respondeu a letra C. Eu sabia que se eu fosse esperar pra comprar um tênis novo eu estaria perdendo um tempo precioso, sabia também que a minha consciência não me permitiria fazer estragos no meu cartão de crédito naquele momento, então a solução foi mesmo usar os tênis velhinhos até onde eles conseguissem chegar.

E assim foi.. por duas vezes voltei na esquina de casa porque os tênis deram algum tipo de "problema". Até que dois meses depois finalmente comprei um tênis novo. \o/ Mas ai, já estava com 60 dias de atividade e alguns quilinhos a menos. Para minhaaaaaaaaaaaa alegria!!!

Da mesma forma na alimentação, de fato os alimentos mais saudáveis são os mais caros (o que eu acho um absurdo!), mas quando você põe na ponta do lápis, aquilo que você deixa de consumir (guloseimas, salgadinhos, massas, doces, biscoitos, refrigerantes...), a troca acaba se tornando imperceptível no bolso.

Sem falar que com os novos hábitos a gente acaba comendo cada vez menos fora de casa, e quando isso acontece é sempre uma água de cocô, um suco ou um sanduíche natural. Nada comparado aos milk shakes, sandubas, batatas, pizzas e refrigerantes de tempos passados.

Pense nisso!!! (e para de arrumar desculpas!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM