9 de março de 2015

#PapoSanto | Seja diferente, simplesmente ame!



Todos nós somos seres únicos, dotados de características individuais. Porém, na vida em sociedade ser diferente da multidão, se permitir questionar, interpretar, pensar e agir diferente dos demais não é uma tarefa fácil, embora demonstre personalidade e consciência sobre o que é ser um indivíduo único.

Na maioria das vezes é preciso ousadia e pulso forte pra encarar um mundo de rejeições e discordância. A sociedade pode ser muito cruel ao discordar de nossos princípios, até mesmo quando diz estar em defesa de uma suposta discriminação. É o que costumo chamar de luta contra a intolerância que gera ainda mais intolerância.

Parece meio louco imaginar que alguém possa sofrer descriminação por se declarar publicamente cristã e tentar seguir os ensinamentos do filho de Deus. Mas é isso que acontece nos dias de hoje. Somos coagidos a não expressar nossa fé, nossa opinião, com a suposta desculpa de estarmos ofendendo minorias, pelo simples fato de discordamos de pontos que aos olhos delas parecem coerentes.

Mas qual o problema de pensar diferente?

Será que alguém pode passar de amigo a oponente pelo simples fato de possuir ideologias diferentes das nossas?

Será que a paz não estaria na saudável convivência de opiniões contrárias?

Não seria a intolerância a principal causa de tantas guerras e inocentes mortes que nos chocam nos telejornais pelo mundo?

Quando todos esses questionamentos envolvem fé, religião, crença fica ainda mais claro o papel que Jesus Cristo exerceu nesse mundo. Ele era um apaziguador, Ele nos ordenou amar uns aos outros. Independente de crédulo, religião, defeitos, convicções. Ele simplesmente disse: AME COMO A SI MESMO. Algo bem diferente de “ame quem concordar com você” ou “ame somente quem lhe convier”. Não, Ele não fez especificações, Ele nos mandou amar. E amar também significa respeitar, cuidar.

Dizer que ora por alguém para que Deus a conscientize de determinadas práticas não é intolerância, é uma demonstração de amor. Aliás, arriscaria dizer que trata-se da maior das demonstrações de amor. Imaginar que ao ter um momento a sós com Deus você dedica parte desse tempo intercedendo por outra pessoa e pedindo que Deus faça o que é melhor aos seus olhos. Isso é cuidado, é amor!

Não somos senhores da razão, e nem tão pouco temos certeza absoluta sobre qualquer coisa nessa terra, mas algo é inquestionável: os laços que criamos e o amor que dispomos e recebemos formam as poucas coisas que levaremos conosco dessa existência.


Por isso, se me permite um conselho: ame... simplesmente ame!

Instagram  |  Fanpage  |  YouTube  |  Sua Opinião

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato






PARCEIROS



INSTAGRAM