No ranking dos "melhores" blogs da Paraíba


Esses dias tive uma grata surpresa, um site que realiza um ranking de blogs e sites do meu estado, através do sistema Alexa, apontou o Território de Meninas (meu blog) como o segundo site, no segmento de moda e estilo, mais acessado da Paraíba, perdendo apenas para o Vício Feminino, da TOP Camilla Cabral, que tem um alcance muito além da Paraíba, tanto que hoje mora em São Paulo, e por talento e merecimento alcança o mundo inteiro.

Eu, claro, fiquei imensamente feliz e surpresa, afinal apesar dos quase cinco anos de blog nunca me considerei parte do time dos ”top” blogs e estar em segundo lugar de um ranking com 31 páginas, incluindo blogs e sites de colunismo social é no mínimo um privilégio. E nada seria mais justo do que escrever um texto agradecendo a todos que acessam o meu blog, me acompanham nas redes sociais, enviam e-mails e vivenciaram cada fase do TDM.

Mas uma brincadeira ofuscou o objetivo desse texto, me fazendo refletir sobre diversas coisas que me trouxeram até aqui, para compartilhar algumas palavras. Fui questionada sobre que tipo de script/robô eu estaria usando para que o meu blog chegasse a essa posição no ranking. Na hora dei uma resposta atravessada e confesso que fui até um tanto mal educada, afinal talvez fosse apenas uma brincadeira sem maldade. Mas respondi que o que faço no meu blog não é script, e sim jornalismo. Jornalismo daquele que se aprende na universidade e em horas de estudos e pesquisas individuais.

E o momento não se encerrou ali, fiquei com aquele questionamento na minha mente, refletindo aquela insinuação e me questionando como os valores dessa sociedade se inverteram.

De fato, não ando de carrão (aliás ando de ônibus), eu não tenho família rica e sou filha de pais guerreiros que nem mesmo terminaram o ensino médio por necessidade de trabalhar, criaram duas filhas com dificuldades e agora encararam mais uma missão, a de adotarem e de serem pais de novo aos 60.

Pois é, não moro de frente pro mar, aliás moro (como é que já me disseram mesmo?) no subúrbio. Já fui garçonete e até panfletista de calçada. Não visto roupas de grifes, não vivo em salão de beleza, não frequento as badalações paraibanas e nunca sai numa capa de revista social.

É eu não sou da alta sociedade, sou uma mulher guerreira, que conseguiu entrar numa graduação aos 26 anos, por que antes precisou trabalhar, mas saiu da universidade laureada, com diploma de reconhecimento por um dos melhores desempenhos da turma. Fiz uma pós graduação em mídias digitais como ouvinte, ainda no primeiro ano de faculdade, e agora faço a segunda especialização, dessa vez valendo. Tenho curso de edição de vídeo, designer gráfico, já participei de congressos de empreendedorismo e sou blogueira desde os tempos em que a internet ainda era discada, e eu usava o computador da minha tia durante a madrugada.

O Território de Meninas começou em 2009, com a proposta de ser mais um dos milhares de blogs que já criei em mais de 17 anos de internet. Não, ele não é um blog de moda, não tem look do dia e sim, já me fez ter grandes crises de identidade por conta do seu nome e do nicho que está inserido. E antes que alguém pense, não é que eu não goste de blogs de moda ou look do dia, mas esse não é o meu universo. O máximo que posso fazer no TDM com relação a esses temas é JORNALISMO. É pesquisar sobre um determinado assunto e compartilhar o conteúdo com vocês.

Ah e também não pensem que eu estou desmerecendo quem faz blogs do tipo, pelo contrário, todas possuem seus méritos, o seu espaço e o seu público. Mas não faço parte dessa realidade de status e glamour. Mas então, seria esse o motivo da incredulidade de uma pessoa como eu estar ocupando o segundo lugar num ranking, com tantos outros blogs interessantes??? Será???

Tenham plena convicção que posições não me envaidecem, muito pelo contrário apenas me instigam a continuar correndo atrás do meu sonho e ir cada dia mais longe, não pra deixar A ou B para trás mas pra provar a A, B e quem mais duvidar que não importa de onde nós viemos. Se temos FÉ e CAPACIDADE chegamos aonde desejamos.

E me perdoem, mas como disse o velho Zagalo... “vocês vão ter que me engolir”

Instagram  |  Fanpage  |  YouTube  |  Sua Opinião

Juh Barreto

Apaixonada por Bytes e Bits, açaí e comida japonesa. Jornalista por amor, social media por função e blogueira por vocação. Quer continuar esse papo? Me manda um email: contato.tdm@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário