Comprinhas de make na CRISE



Não tem pra onde correr. Se você mora e consome no Brasil, independente de classe social, a crise também chegou pra você. É impossível não sentir os abalos da recessão econômica e da alta dos preços que se alastram pelo país. #medo

Desde o começo do ano não se fala em outra coisa, a não ser a crise econômica que afeta vários setores do país e em especial no governo brasileiro, que vem anunciando aumento nos impostos, cortes nos orçamentos e diversas outras medidas extremas que inevitavelmente acabam afetando o nosso dia a dia, seja na alimentação, no transporte, nas necessidades básicas e por que não citar nos cuidados com o bem estar.

Hoje, depois de alguns LONGOSSS meses, sem comprar absolutamente NADA de maquiagem, me permiti fazer duas comprinhas SUPERRR básicas e necessárias. E enquanto esperava na fila do caixa, para pagar, comecei a pensar nesse post e na dificuldade de se manter afastada das novidades e das tentações do consumo.

Aqui em casa a regra é clara: se não dá, não dá. Graças a Deus tive uma criação espetacular dos meus pais, que sempre me ensinaram a viver bem no pouco ou no muito. E talvez isso explique por que hoje sou eu a "segura" da casa, a "chata" que controla as finanças e também a que talvez passe menos vontade, embora ela ainda exista. Afinal, qual de nós não ama encher o carrinho de makes, roupas, sapatos, acessórios... quem, quem, quem?

Mas em tempos de crise... como lidar com a recessão???

Bom, pensando de forma mais didática, pensei em 5 dicas de como lidar melhor com essas tentações em meio a crise, e eu espere que te ajude.

- Tenha prioridades.

Se você mora sozinha ou já é casada sabe bem do que estou falando. Mas se não, tente observar o que mais te fará falta na ausência de dinheiro e logo conseguirá definir suas reais prioridades.

- Saiba o que é realmente necessário. 

Infelizmente esse não é o momento da experimentação e dos lançamentos, tente adquirir o que você realmente precisa. Se for preciso, evite saber do que há de novo, afinal o que os olhos não vem, o cartão de crédito não compra. *-*

- Deixe o cartão de crédito em casa.

Andar com o cartão de crédito é perigo na certa. Então o melhor é deixá-lo bem guardado. Ao sair de casa leve apenas o dinheiro suficiente para aquele determinado passeio, assim você evita fazer dívidas desnecessárias, pensa duas (três, quatro...) vezes antes de comprar algo e consequentemente, gasta apenas o que tem em mãos.

- Garimpe, pesquise e não compre por impulso.

Essa dica veio em dose tripla. Nunca compre algo "de primeira", pesquise o mesmo produto em outras lojas, em outras marcas e analise COM CALMA e responsabilidade onde investir o seu suado dinheirinho. Crise é o momento de queimar calorias batendo pernas em busca das melhores ofertas.

- Quase tudo é descartável.

Embora seja difícil resistir a certas tentações, trabalhe sua mente para que ela entenda que quase tudo pode ser descartado da sua lista de compras. Se você já viveu até aqui sem aquele super batom lindo, maravilhoso, top... ACREDITE: você certamente conseguirá viver mais alguns dias, meses e até anos sem ele. É tudo psicológico! rsrs

Brincadeiras à parte, de modo geral, tudo é sim uma questão de conscientização e responsabilidade. Então, nada de loucuras e compras irracionais, combinado? 

Yes, we can! rs

PS. Em breve posto aqui resenha sobre os produtinhos que comprei e falo mais dessa minha experiência em garimpar os melhores investimentos. *-*

PS². Se você gostou do tema, quer compartilhar alguma opinião... deixa aqui nos comentários. Vou amar saber mais sobre como você lida com esse assunto.



Instagram  |  Fanpage  |  YouTube  |  Sua Opinião

Juh Barreto

Apaixonada por Bytes e Bits, açaí e comida japonesa. Jornalista por amor, social media por função e blogueira por vocação. Quer continuar esse papo? Me manda um email: contato.tdm@gmail.com

5 comentários:

  1. Ju que post ótimo, muita gente precisa aprender essas coisas simples e que ajudam muito nas finanças, muita gente não esta acostumada com o agora não dá. Aprendi isso quando fui morar só e vi que tinha que pagar contas, e comprar o necessário antes do fútil. Graças a Deus, assim como vc fui criada aprendendo a lidar com o pouco e o muito, me viro bem, mas claro que queria ser milionária e não sofrer tanto com a crise... heheehh

    ResponderExcluir
  2. Sempre me achei tão pão dura com meu dinheiro. Sério. Eu preciso de um básico de makes há tanto tempo, mas fico com dó de gastar meu dinheiro. Sempre fui dessas.Acho que porque comecei a ter que administrar cedo minha grana. Enfim. Não comprar por impulso é uma das coisas que meu *marido* me ajuda muuuuuito. Às veze vejo uma coisinha que eu queria comprar lá pra casa, mas ele sempre me convence a checar na internet antes. Sempre fui do time do garimpo, mas às vezes dá uma louca né? Acho que o importante é a gente não tornar isso - comprar por impulso - uma rotina.

    Ótimo post, Juuuuuuh ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohhhh Rê também faço parte desse time. rsrs
      Que bom que gostou do post.
      Beijocasssssssssssssssss

      Excluir
  3. acho que o principal é garimpar...rsrs..pesquisar preço mesmo
    A gente sempre acha produtos mais baratos na internet, por exemplo...

    Dani Ramos
    www.donaengenhosa.com.br
    https://www.youtube.com/c/DonaEngenhosabyDaniRamos?sub_confirmation=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Dani!
      Eu sou a rainha da garimpagem ahuahauhau adoro!!!
      Obrigada pela visita e pelo comentário <3

      Excluir