Tudo sobre Snapchat e Periscope


A menos que você esteja totalmente alheio às novidades que cercam o universo digital, certamente já ouviu falar ou já faz parte do grupo de adeptos das transmissões ao vivo através dos dispositivos móveis.

Na realidade estamos vivenciando uma verdadeira revolução na forma de produzir, distribuir e consumir imagens, conteúdo e informação. Cada dia mais conectados, somos, mais do que nunca, a nossa própria mídia.


SNAP... O QUE?

O Snapchat é um aplicativo de transmissão online de vídeos e fotos, através de dispositivos móveis.

SERVE PRA QUE MESMO?

Através dele os usuários podem seguir seus amigos, enviar fotos com filtros divertidos (com a nova atualização), pequenas legendas, emojis e desenhos à mão livre.

NADA DE PHOTOSHOP

Um grande diferencial do aplicativo é a sua instantaneidade, nada de superproduções. As fotos e vídeos precisam ser tiradas pela câmera do celular diretamente para o aplicativo. Embora já existam app alternativos que prometem publicações através de upload.

Leia também: SNAPCHAT: Upload de fotos e vídeos do rolo da câmera?

1,2,3 VALENDO

Para fotografar basta clicar no botão de disparo, adicionar ou não filtros e elementos à foto, e escolher por quantos segundos ela poderá ser visualizada.

Para gravar vídeos basta manter o mesmo botão pressionado e a gravação dura o máximo de 10 segundos (um ponto negativo pra quem ~ como eu ~ ama falar muito. Masssssssss nada que a gente não aprenda a lidar com o tempo).

NO PRIVADO

Também é possível enviar mensagens, fotos e vídeos individuais e privados para seus amigos e ainda realizar chamada de vídeo quando os dois estiverem usando o chat no mesmo momento.

A EFEMERIDADE DA VIDA

Uma característica que chama atenção no aplicativo é que as publicações só ficam disponíveis por 24 horas, ou seja, nada de rastros pela web, ou quase, já que é possível dar print para registrar uma foto (o app avisa ao dono da foto que você fez o print) ou, em caso de vídeos, capturar ~ anonimamente ~ através de outros programas.

PS. Mas o aplicativo permite aos usuários salvar suas próprias fotos e vídeos no dispositivo.

GENTE COMO A GENTE

Muitos famosos estão se jogando no Snap e fazendo ainda mais fama, por aparecerem em situações do dia a dia. O que os aproxima ainda mais do público que passa a indicá-los para outras pessoas que acabam virando fãs também. (Fernanda Souza, I love you!)

CARA, USERNAME!

Saiba exatamente como é o nome de usuário do ser que você quer seguir, pois o aplicativo não faz busca entre os usuários, nem tem fotinho no perfil para ajudar na identificação do individuo. 

SEM NEURA POR NÚMEROS.

Embora algumas pessoas façam questão de divulgar (lê-se famosos ou metidos a...) o app não divulga quantos seguidores os usuários possuem. O que é bem legal, por que torna a coisa menos neurótica como nas outras redes sociais, onde os números valem mais do que a experiência em si. 

CURIOSIDADES

- O mascote do Snap, um fantasminha, chama-se Ghostface Chillah.
- Por não permitir registros, assim que surgiu o Snap ficou conhecido como uma rede social pornográfica, já que alguns usuários a utilizavam para transmissões íntimas. Hoje o aplicativo foi apropriado por pessoas "sensatas" que o transformaram em um mini "vlog" diário, são os chamados Snapvloggers ou simplesmente Snapers.
- A ideia do aplicativo foi desenvolvida em 2011 como um projeto de faculdade. Um ano depois, em maio de 2012, já era febre nos Estados Unidos, contabilizando 20 milhões de fotos compartilhadas.


COMEÇANDO DO COMEÇO...

Com a popularidade alcançada pelo Meerkat (app stream que agora ficou largado no esquecimento) o Twitter não perdeu a oportunidade de voltar às paradas de sucesso e investiu U$ 100 milhões na compra do Periscope, um aplicativo de transmissão de vídeo em tempo real diretamente da câmera do celular.

COMO FUNCIONA

Mesmo sendo totalmente integrado ao Twitter, o Periscope funciona na interface de outro aplicativo. E para utilizá-lo o usuário precisa baixá-lo e acessá-lo através da conta do Twitter ou pelo número do celular.

SOZINHO É BOM, COM TWITTER MELHOR AINDA.

Embora exista a possibilidade de acessar o aplicativo apenas utilizando um número de celular, a experiência de integrá-lo  ao Twitter gera maiores possibilidades, como a divulgação da transmissão para os seguidores do microblog, a exibição da transmissão através de computadores e a possibilidade de saber quem dos seus contatos no Twitter já usa o Periscope.

Leia também: Periscope: o perigo está no mal uso

PELO MUNDO AFORA

Uma das particularidades que destaca o Periscope dos demais e o coloca na posição de "sensação do momento" é a possibilidade de acessar transmissões ao vivo em qualquer parte do planeta. 

NÓS SOMOS A MÍDIA

Para os desenvolvedores do Periscope o grande objetivo do aplicativo é permitir que as pessoas vejam a vida por outros olhos, transformando cada usuário em um canal de transmissão ao vivo, como aconteceu recentemente no Chile, após a ocorrência de um terremoto de magnitude 8,3. Vários usuários usaram o mapa do aplicativo para localizar transmissões diretas do local do ocorrido.

AUDIÊNCIA, INTERAÇÃO E CORAÇÕES

Diferente do Snapchat, o Periscope possui um sistema de interação de possibilita aos usuários acompanhar comentários, número de espectadores e likes, que são coraçõezinhos que surgem na tela demonstrando que as pessoas estão curtindo a transmissão.

VOCÊ TEM 24 HORAS

O Periscope permite salvar a transmissão em uma galeria, e disponibiliza a transmissão por até 24 horas.

STREAM VIP

Há também a possibilidade de limitar quais contatos poderão assistir as transmissões, possibilitando maior privacidade aos usuários. 

CRIADORES DE CONTEÚDO

O aplicativo tem ganhado adeptos dispostos a utilizar de suas atribuições para transmitir debates, vídeos aulas, esquetes de humor e outros conteúdos desenvolvidos especialmente para a plataforma, são os chamados Periscopers.


Outros Streamings:

*LIVE - Serviço de transmissão oficial do Facebook (por enquanto disponível somente para contas verificadas, de personalidades).

*Meerkat - Lançado em fevereiro de 2015, foi o primeiro app de streaming via dispositivo móvel, perdendo rapidamente a soberania duas semanas depois, com a compra do Periscope pelo Twitter.

*Hangout - Antes de todos esses aplicativos emergirem, já era possível realizar transmissões ao vivo, através do Hangout, app do YouTube. E com algumas singularidades, já que no Hangout é possível incluir mais pessoas na transmissão, criando uma espécie de mesa redonda (o que é bem legal!), mas para isso, é obrigatório ter um canal no Youtube.

E aiiii... pronto pra conquistar o mundo?
Vamos continuar esse papo no Snap e no Peri. Espero todos vocês!



Instagram  |  Fanpage  |  YouTube  |  Sua Opinião

Juh Barreto

Apaixonada por Bytes e Bits, açaí e comida japonesa. Jornalista por amor, social media por função e blogueira por vocação. Quer continuar esse papo? Me manda um email: contato.tdm@gmail.com

Um comentário:

  1. Amei !
    Super explicadinho !
    Ainda não baixei o Periscope mas já amo o fantasminha !
    Bjs

    ResponderExcluir